Idoso, qualidade de vida & envelhecimento ativo

Idoso, qualidade de vida & envelhecimento ativo

Na sociedade atual existe a necessidade de investir e repensar em novas formas de intervenção que permitam assegurar e melhorar a qualidade das intervenções com a pessoa idosa.

A velhice já não é só considerada como uma perda progressiva e irreversível da capacidade da pessoa se adaptar ao contexto: se os sujeitos "controlarem" de forma positiva a propria vida, nomeadamente se forem participativos nas atividades sociais, tiverem cuidado com a saúde (alimentação, desporto praticado regularmente, etc), mantiverem a capacidade de decisão sobre as propria escolhas, têm mais possibilidade de enfrentar um envelhecimento normal e sucedido.

Na avaliação da "formas" do envelhecer, podemos considerar a nossa:

idade cronológica, ou seja os anos reais; idade fisiológica e biológica, que permite-nos explicar causas de envelhecimento, e/ou o aparecimento de eventuais doenças; idade psicológica, que remite-nos para os comportamentos na idade da velhice, também relacionados ao ambiente à volta da pessoa.

Saude, bem-estar, melhoramento da qualidade de vida: como é possível promover intervenções de sucesso no idoso?

Podemos, hipoteticamente, "dividir" a pessoa em 3 vertentes: fisica, cognitiva e social.

A saúde física e' assegurada através de hábitos saudáveis, entre os quais: uma alimentação balanceada, práticas desportivas regulares, evitar o abuso de bebidas alcoólicas, abstenção do fumo, eventuais práticas de redução do stress (por exemplo, meditações, sessões de yoga e similares).

A saúde cognitiva passa por todas as práticas, formais e informais, de treino das competências cognitivas, que o avançar da idade são sujeitas a um fisiológico declínio . Os idosos lamentam em primeiro lugar falhas de memória, mas o sistema cognitivo é complexo e o treino de todas as funções torna-se fundamental: atenção, funções executivas, linguagem , percepção, entre as outras.
Saiba mais sobre este assunto.

A saúde social é relacionada a todos os subsistemas significativos como a família, o grupo de pares (amigos, ex colegas de trabalho, etc), e grupos religiosos, desportivos ou de lazer.

GOSTOU?
Clique aqui para aprufudar o assunto.

Partilhar: